João Pessoa
Feed de Notícias

Ações do Programa Brasil Sem Miséria mudam vida de agricultores em Borborema

terça-feira, 7 de abril de 2015 - 11:33 - Fotos: 

Agricultores familiares que antes não contavam com atividades que garantissem uma renda mensal e aderiram ao Programa Brasil Sem Miséria estão melhorando a qualidade de vida com a produção agrícola e a criação de pequenos animais. Recentemente, extensionistas da Gestão Unificada Emater/Emepa/Interpa – vinculada à Secretaria da Agropecuária e da Pesca –, que atuam em 16 municípios do Território da Borborema, estiveram no município de Borborema, no Brejo paraibano, para troca de experiências. Na oportunidade, visitaram agricultores que estão desenvolvendo trabalho executado com recursos do Programa.

O Brasil Sem Miséria garante às famílias uma assessoria continuada e gratuita que segue um planejamento que abrange 18 atividades, como mobilização, elaboração de diagnósticos das famílias e de projetos, atividades coletivas (capacitação) e assessoria individual. Atualmente, as famílias estão recebendo orientação sobre as atividades desenvolvidas na propriedade, uma vez que os projetos já foram implantados.

Durante a visita, todos participaram de uma capacitação sobre o Brasil Sem Miséria, com a zootecnista da Emater-PB, Juliana Campos Leite. O evento foi realizado na Câmara de Vereadores de Borborema, contando com a participação de convidados, da prefeita Paula Maranhão e do coordenador regional da Emater em Solânea, Rui Morais. Depois, todos foram visitar duas unidades familiares onde é desenvolvida atividade de piscicultura, com recursos deste programa.

O contrato 039-2012 do Brasil Sem Miséria contempla 100 famílias no município de Borborema, que recebem assessoramento do extensionista rural Gilberto Marques e trabalham com as atividades financiadas de avicultura, ovinocultura, suinocultura, piscicultura, como também puderam construir instalações para essas atividades.

Segundo o extensionista Eduardo Lucas, a principal fonte de renda dos agricultores do município é a cultura da banana e de segurança alimentar, como feijão e fava. Com o desenvolvimento das atividades, hoje em dia é fácil observar uma maior diversificação das atividades, como também o desenvolvimento de maneira correta.

Eduardo Lucas destacou que é visível os avanços que o programa trouxe para as comunidades de Borborema. “Com maior diversificação das atividades eles têm garantida uma renda continuada durante todo o ano e consequentemente uma maior qualidade de vida para as famílias”, comentou.

Programa – O Brasil Sem Miséria foi lançado em junho de 2011 pelo Governo Federal e tem como prioridade para o meio rural ações de inclusão produtiva, a estruturação da capacidade de produção da agricultura familiar, por meio de assistência técnica diferenciada e estímulo para a geração de renda. Garante serviços públicos nas áreas de educação, saúde assistência social, saneamento e energia elétrica.

A finalidade é contribuir para a melhoria da renda, da segurança alimentar e da diversificação da produção, para a manutenção e geração de postos de trabalho, em condições compatíveis com o equilíbrio ambiental e com os valores socioculturais dos agricultores envolvidos.

Para investir em ações de inclusão produtiva de atividades agrícolas, cada família recebe R$ 2.400,00 divididos em três parcelas, sendo a primeira de R$ 1.000,00 e as duas últimas de R$ 700,00.