Fale Conosco

25 de junho de 2014

Hospital de Trauma de João Pessoa realiza mais de 930 atendimentos no feriadão



O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou mais de 930 atendimentos durante o feriado de Corpus Christi e São João. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir das 17h da última quarta-feira (18) até as 6h desta quarta- feira (25). Os casos envolvendo vitimas de quedas lideraram as entradas, com 161 atendimentos nos plantões durante o período.

De acordo com o balanço, foram atendidas 116 vítimas de acidentes de moto, seguido por retirada de corpo estranho (99), queimaduras (41), pancada (31), acidente de automóvel (25), agressão física (19), atropelamento (15), arma de fogo (13), arma branca (12) e choque (2). Os demais atendimentos foram de casos clínicos. No mesmo período do ano passado, foram realizados 907 atendimentos de urgência e emergência.

Durante o feriadão, o Hospital de Trauma disponibilizou reforço de toda a equipe assistencial, com médicos, equipe de enfermagem e suporte, incluindo UTIs móveis. “Fizemos um esforço para prestar o melhor e mais eficiente atendimento à população, por isso elevamos o número de profissionais para trabalhar nessa data festiva”, disse o diretor da unidade, Edvan Benevides.

Benevides acrescentou que, apesar do aumento na quantidade de atendimentos em relação a 2013, não foi registrada nenhuma intercorrência nos acolhimentos. “Tivemos atendimentos de alta complexidade em sua maioria, como neurocirurgias e cirurgias ortopédicas para fraturas expostas, e ainda assim mantivemos o índice de mais de 90% dos casos sendo resolvidos dentro da primeira hora de atendimento”, afirmou.

Campina Grande - Na véspera e dia de São João, 23 e 24 de junho, deram entrada 544 pessoas no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, entre urgências (casos clínicos, como dor de cabeça, febre e hipertensão) e emergências. Os casos envolvendo acidentes de moto lideraram as entradas nos plantões durante o período.

No total, 57 pacientes foram atendidos devido a acidentes com motocicleta, três vítimas de tiro, seis de facada, seis vitimas de acidente de carro e sete por espancamento. Os demais atendimentos foram de casos clínicos. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora da segunda (23) até as primeiras horas desta quarta-feira (25).

Na Unidade de Queimados do Trauma-CG, foram atendidas sete pessoas vítimas de queimaduras provocadas por fogos ou fogueiras na véspera e dia de São João, quatro foram crianças com idades entre zero e 12 anos e três foram adultos. No mesmo período do ano passado, foram atendidos 20 pacientes vítimas de queimaduras, sendo 12 crianças e oito adultos.

A maior quantidade de queimaduras acontece nos dias 12, 23 e 28 de junho, respectivamente, vésperas dos dias de Santo Antônio, São João e São Pedro, quando o nordestino mantém a tradição de acender fogueiras e fogos de artifício.

Trauma-CGO Hospital de Emergência e Trauma é o único em Campina Grande que possui uma Unidade de Queimados, com atendimento ambulatorial e hospitalar. Para garantir a eficiência no atendimento e a assistência a todos, a unidade de saúde conta com 382 médicos, sendo 59 de plantão 24 horas em todas as especialidades de urgência, atendendo a população do compartimento da Borborema. O hospital dispõe de internação clínica e cirúrgica em seis blocos de enfermaria, com 308 leitos.

O Trauma-CG é referência em traumatologia para 203 municípios da Paraíba, além de algumas cidades do Rio Grande do Norte e Pernambuco, chegando a atender 300 pacientes, diariamente. O Governo do Estado investe mensalmente cerca R$ 8 milhões para a manutenção do Hospital de Trauma de Campina Grande.