Fale Conosco

24 de setembro de 2009

Ação reúne beneficiados pelo Mutirão Carcerário na Fundação Cidade Viva



Governo do Estado, Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB) e Fundação Cidade Viva são instituições parceiras numa Ação de Cidadania que pretende recolocar no mercado de trabalho, ex-apenados que hoje gozam de liberdade mas continuam sem emprego. Essas pessoas foram beneficiadas pelo Mutirão Carcerário, promovido pelo CNJ.

Na Paraíba existem 770 pessoas nessa situação e o ponto de partida da ação conjunta desses órgãos será uma reunião marcada para a próxima terça-feira (29), às 20h, na sede da Fundação Cidade Viva, no Bairro do Bessa. O objetivo do encontro é conhecer as necessidades de cada um dos ex-apenados e apresentar encaminhamentos.
 
Segundo a coordenadora da Ação de Cidadania e integrante do Conselho, Marilene Silveira, é uma oportunidade para se conhecer a realidade de cada um e saber como os ex-detentos estão vivendo. “A idéia é oferecer àquelas pessoas que já cumpriram ou que estão cumprindo penas impostas pela Justiça, serviços de assistência social, jurídica, educacional, saúde, capacitação profissional, obtenção de documentos e inserção no mercado de trabalho”, explicou.

Na reunião que acontecerá na terça-feira na Fundação Cidade Viva, serão discutidas as ações sociais e de cidadania importantes para a inserção dessas pessoas numa nova vida. A Fundação fica na Rua Luzia Simões Bartolini, 100, próximo ao Aeroclube da Paraíba. Para mais informações, basta contatar os telefones (83) 3041-7471 e 3214-3800.

José Nunes, da Secom-PB