João Pessoa
Feed de Notícias

Ação Comunitária: centenas de pessoas beneficiadas no Valentina

quarta-feira, 2 de abril de 2014 - 20:18 - Fotos:  Walter Rafael / Secom-PB

Centenas de moradores do Valentina de Figueiredo foram beneficiados com serviços de saúde, educação e emissão de documentos oferecidos pelo projeto Ação Comunitária. O evento aconteceu durante toda manhã desta quarta-feira (2), na rua Maria Ângela Lucena Peixoto, que é uma das principais avenidas do bairro. A realização é do Governo do Estado, por meio de sua Fundação de Ação Comunitária (FAC).

O presidente da FAC, Flávio Moreira, fez um balanço das edições do projeto este ano e apontou alguns resultados relevantes. “O Ação Comunitária tem atingido um público muito bom. Há aspectos que nos impressionam muito como a procura da população pelo acesso a documentos. Encontramos pessoas com idades avançadas que não tinham identificação”, exemplificou. “Outra resultado que nos chamou a atenção foi a detecção de doenças infectocontagiosas em todas as faixas etárias. Com isso, a Saúde aprofunda os exames das pessoas diagnosticadas, diminuindo também os índices de subnotificação dessas doenças”, acrescentou.

Ainda de acordo com Flávio Moreira, a iniciativa retornará em alguns bairros com ações específicas. “Faremos isso, levando serviços específicos de Saúde, em algumas comunidades onde detectamos maior carência nessa área, ou onde diagnosticamos mais incidência de alguma doença”, observou.

Durante a abertura do evento no bairro de Valentina de Figueiredo, os homens do canil da Polícia Militar fizeram demonstrações do trabalho desenvolvido no local. Em uma delas, os moradores assistiram à performance de um cão de faro na busca de entorpecentes. Em outra oportunidade, um cachorro adestrado e treinado para trabalhar com crianças respondeu a comandos de maneira dócil.

Ainda dentro da programação, o público pôde assistir a apresentações culturais como a do grupo de dança Animes, da Escola Estadual Olívio Pinto, que fica no bairro. O Grupo Folclórico da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad) e do cover paraibano do cantor Ney Matogrosso fizeram também parte das performances da abertura do evento.

Serviços – as tendas instaladas pelo projeto Ação Comunitária no bairro do Valentina incluíram a prestação de diversos serviços para a comunidade. O Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Doutor Clementino Fraga, por exemplo, levou à população testes de hepatite B, sífilis, HIV, glicemia, além de aferição de pressão. Enquanto isso, quem se dirigiu aos serviços da Vigilância Sanitária ficou por dentro de assuntos como os vetores transmissores de doenças como a dengue e a maneira de evita-las.


A primeira gerência da Secretaria de Estado da Saúde (SES), por sua vez, disponibilizou vacinação contra hepatite B. Já a Cagepa foi ao local fazer explanações sobre a Tarifa Social, que oferece taxas simbólicas para consumos mensais de até dez metros cúbicos de água. A Energisa também orientou o cidadão sobre como acessar o programa “Conta Cidadã”, que disponibiliza abatimentos nas faturas mediante apresentação de materiais recicláveis pelo usuário.

Os serviços prestados à população do Valentina na manhã de quarta-feira incluíram ainda as ações disponibilizadas pela FAC, que oferece atividades lúdicas para as crianças, além de oficina de pintura em tecido para os adultos. A instituição fez cortes de cabelo gratuitos durante a Ação Comunitária.

A Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana foi outro órgão público que esteve no evento. Na ocasião, houve distribuição de material de campanha voltado a algumas ações como o combate à violência contra a mulher. O público foi orientado sobre os demais serviços prestados pela secretaria.

Enquanto isso, a Funad informou à comunidade sobre as atividades desenvolvidas pela instituição nos 223 municípios paraibanos, a exemplo do trabalho de inclusão dos seus usuários no mercado de trabalho. Ainda foram feitos esclarecimentos sobre o direito das pessoas portadoras de deficiência ao passe livre estadual, entre outras iniciativas. A próxima Ação Comunitária da FAC acontece nesta primeira quinzena de abril, no bairro Castelo Branco, em João Pessoa.

Procura por emissão de documentos – boa parte do público que esteve presente no projeto Ação Comunitária desta quarta-feira visitou a tenda do Instituto de Polícia Científica (IPC) para emitir documentos como identidade e Carteira de Trabalho. Essas demandas são de responsabilidade do órgão, que acompanha o “Programa Cidadão”, da Secretaria de Estado Desenvolvimento Humano.

A doméstica Andréa Ferreira de Araújo, de 40 anos de idade, foi uma das pessoas que procurou o programa. “Vi pela televisão e também ouvi o carro de som anunciando que o projeto viria para nosso bairro. Então, vim fazer a segunda via de minha identidade, porque a primeira está muito apagada. Esse projeto é um privilégio para os moradores que muitas vezes não têm como sair para longe quando querem resolver essas coisas”, destacou.

A emissão de documentos também foi o motivo que levou a estudante Carolina Alves Barbosa, de 18 anos de idade, a procurar o projeto Ação Comunitária. “Eu vim fazer minha Carteira de Trabalho. Optei por vir aqui porque é mais acessível e perto de minha casa. Esse suporte é bom para a população por ser também uma maneira de evitarmos filas”, comentou.