João Pessoa
Feed de Notícias

A instalação de 18 chafarizes no sistema adutor beneficia 20 comunidades

quinta-feira, 17 de junho de 2010 - 09:25 - Fotos: 

O governador José Maranhão conclui nesta quinta-feira (17) as inaugurações da adutora Acauã nas cidades de Pilar, Juripiranga, Mogeiro e Itabaiana. O Sistema Adutor de compreende ainda a instalação de 18 chafarizes, beneficiando 20 comunidades.

Estas comunidades são: Onça, Ramalho e São Sebastião (Itabaiana); Jureminha e Jacaré, Encruzilhada, Figueiredo e Riachão (Pilar); Corredor (São Miguel de Itaipú); Monte Sinai, Assentamento João Pedro Teixeira, Salgadinho de Baixo e Salgadinho (Mogeiro); Assentamento Grossos II, Riachão e Povoado do Cajá (Itatuba); Alto do Seixo, Balanço, Balanço II, Cachoeira do Barbosa e Cachoeira do Barbosa de Baixo (Ingá); e Riachão da Benta, em Juarez Távora.

O governador José Maranhão encerrou sua agenda de inaugurações na quarta-feira (16), por volta das 23h, ao inaugurar mais um trecho da adutora Acauã, desta vez na cidade de Salgado de São Félix, na microrregião de Itabaiana e distante 91 quilômetros de João Pessoa.

Antes, as inaugurações ocorreram na comunidade Zumbi, em Alagoa Grande, e no município de Juarez Távora. Centenas de pessoas foram à praça pública comemorar, debaixo de chuva e com o governador o novo sistema de abastecimento d’água de Salgado de São Félix. Satisfeito com a realização da obra e a receptividade do povo, o governador agradeceu o carinho e afirmou que era uma alegria “inaugurar a adutora Acauã debaixo de chuva enviada por Deus”.

Ele lembrou que o sistema “é uma obra estruturante, vai contribuir com a saúde das pessoas e fazer com que elas tenham mais dignidade. Esse é um amplo projeto que, junto com outras ações, cobre todo o território da Paraíba, desde o Litoral, passando pelo Cariri, planalto da Borborema e se estendendo até o Sertão”, declarou. “Nós temos muitas outras obras voltadas para o desenvolvimento do Estado e se Deus quiser vamos inaugurá-las em poucos dias”, acrescentou, destacando que na região a pessoas também serão beneficiadas em breve com a pavimentação de estradas.

Maranhão afirmou na comunidade Zumbi, em Alagoa Grande, que lamentava porque a adutora Acauã deveria ter sido construída há seis anos. No seu governo passado, a barragem Acauã foi construída e o projeto do sistema adutor encaminhado, “mas infelizmente houve a descontinuidade das obras”.

Qualidade de vida – Morador de Zumbi há 42 anos, o comerciante Antonio Melo Correia afirmou que a chegada da água vai trazer mais qualidade de vida às pessoas que ao longo dos anos sofriam com a falta de água. “É uma grande vitória que o governador está nos dando”, revelou. O agricultor José Miguel Pereira, 75 anos, nascido e criado no Zumbi, agradeceu ao governador pela adutora e o parabenizou pelo trabalho realizado. O senhor Cícero Bertolino da Silva, 80 anos de idade, também demonstrou sua alegria com a notícia da inauguração da adutora Acauã.

Salgado de São Félix - Maranhão visitou a Estação de Tratamento e os demais equipamentos construídos em Salgado de São Félix, complexo que fica localizado próximo à Acauã-Mirim, barragem, ponte e balneário, inaugurado recentemente no leito do Rio Paraíba. O governador, ao lado do prefeito Adaurio Almeida e de outras autoridades, descerrou a placa e, em seguida, abriu a torneira do chuveiro para simbolizar a chegada da água.

Em pronunciamento, o governador lembrou que água é vida e que a população de Salgado de São Félix estava recebendo água limpa, água cidadã. “É direito do povo e é obrigação de quem está governando, faz parte dos deveres dos governantes realizarem obras como esta”, declarou, acrescentando que a Estação de Tratamento da adutora Acauã, instalada em Salgado de São Félix, é totalmente computadorizada e vai beneficiar, também, a cidade de Mogeiro com água tratada.

Agradecimento - O prefeito Adaurio Almeida agradeceu ao governador em nome da população e destacou, também, a importância da obra Acauã Mirim que além de ponte e barragem, se transformou em um ponto turístico da região, atraindo banhistas e que gera renda no município.

Nas inaugurações desta quarta-feira (16), diversos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores da região prestigiaram as inaugurações, além dos deputados federais Marcondes Gadelha e Manoel Júnior e do deputado estadual Arnaldo Monteiro, entre outras lideranças. Vários secretários do Governo participaram das solenidades, a exemplo da secretária de Interiorização, Ana Cláudia Veneziano Vital; Francisco Sarmento (Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Ciência e Tecnologia); o presidente da Cagepa, Alfredo Nogueira, dentre outros auxiliares.

Abrangência - A Adutora Acauã tem 93 quilômetros de extensão. Na obra foram investidos R$ R$ 113.243.742,79, em parceria do Governo do Estado com o Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O novo sistema adutor garante água para 135 mil pessoas. A água é captada na barragem Acauã, terceiro maior reservatório da Paraíba, que foi inaugurado no Governo Maranhão II, em 2002.

“Mais de 135 mil pessoas passam a ter segurança hídrica, dispondo de um abastecimento de água digno e seguro, invulnerável ao fenômeno das secas”, comemorou o secretário de Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Ciência e Tecnologia (Semarh), Francisco Jácome Sarmento.

O sistema adutor foi projetado originalmente e iniciado no segundo mandato do governador, mas a obra ficou praticamente abandonada nos seis anos seguintes. Segundo Sarmento, quando iniciada em 2001, a obra integrava o ‘Plano das Águas’ e tinha execução prioritária do ramal destinado ao atendimento de Campina Grande.

Acauã-Mirim – No início do mês de maio deste ano, o governador José Maranhão entregou a barragem de nível/ponte denominada Acauã-Mirim, parte integrante do Sistema Adutor de Acauã. Sarmento lembrou que Acauã-Mirim foi construída para possibilitar a captação de água na Estação de Bombeamento do Sistema Adutor Acauã em Salgado de São Félix.

A obra hoje, além dessa função, encurta a distância rodoviária entre as cidades da margem direita do rio Paraíba com todo o Estado, em particular com a BR-230 duplicada. “Mais do que sua funcionalidade como barragem, ponte e passagem molhada, a obra tornou-se um ponto turístico da região e atrai, todo final de semana, milhares de visitantes que se banham nas águas de Acauã-Mirim”, informou o secretário.

Josélio Carneiro, com fotos de Ernane Gomes e manodecarvalho, da Secom-PB