João Pessoa
Feed de Notícias

A abertura oficial do ‘Dia D’ acontecerá no complexo de Pediatria Arlinda Marques, em João Pessoa, à

quinta-feira, 10 de junho de 2010 - 14:42 - Fotos: 
‘Vacinou é gol’. Com essa chamada, todo o país deve se mobilizar, neste sábado (12), para manter a poliomielite erradicada. Os estados e municípios realizam o ‘Dia D contra a Pólio’, com o objetivo de vacinar, ao mesmo tempo, o maior número de crianças menores de 5 anos. Na Paraíba, a meta é imunizar, no mínimo, 95% dos 317.982 paraibanos nesta faixa etária. A Campanha de Multivacinação Infantil foi iniciada, na última segunda-feira, na zona rural e, até esta quinta, a Paraíba era o estado do Nordeste que mais tinha imunizado – 9.892 crianças. O Estado tem uma razão a mais para alcançar a meta, porque o último caso de pólio do País aconteceu aqui.

Felizmente, a criança Deivson Rodrigues Gonçalves se curou e, hoje, aos 22 anos, deixa um recado aos pais e responsáveis por crianças menores de cinco anos. “Esta vacina é muito importante. Eu escapei sem sequelas, mas outras pessoas não tiveram a mesma sorte. Minha mãe acreditou e lutou durante quatro meses para eu voltar a andar. No meu caso, acredito que foi um milagre, mas as pessoas não devem contar com milagres, porque tem a vacina aí para proteger”, disse Deivson, que teve pólio com um ano de idade.

Abertura oficial
– Este é o 30º ano de campanha nacional de vacinação contra a pólio e o 21º ano sem a doença no país.  A abertura oficial do ‘Dia D’ no Estado acontecerá no complexo de Pediatria Arlinda Marques, em João Pessoa, às 8h30. O coordenador estadual da Imunização, Walter Albuquerque, lembrou que em 1980, foram realizadas as duas primeiras etapas da Campanha Nacional de Vacinação e que, já no ano seguinte, observou-se uma redução no número de casos da doença. Ele explicou que o desafio é obter a homogeneidade de coberturas vacinais adequadas, iguais ou superiores a 95%, em todos os municípios brasileiros, pois só assim a Paraíba e o Brasil conseguirão manter erradicada a pólio e a circulação do poliovírus selvagem.

A poliomielite ou paralisia infantil é uma doença infecto-contagiosa viral aguda, que pode provocar seqüelas permanentes ou levar à morte. O único reservatório da poliomielite é o homem. O vírus se instala e se multiplica no tubo digestivo e logo pode apresentar viremia, com invasão do sistema nervoso central e ataque às células motoras. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características: flacidez muscular.

O Estado recebeu do Ministério da Saúde 400 mil doses da vacina oral e distribuiu a todos os 223 municípios paraibanos. Neste sábado, estarão abertos 1.412 postos fixos e volantes em todo o Estado. A campanha mobilizará 5.250 profissionais de saúde.

Outras vacinas – Além da vacina anti-pólio (Sabin oral), estarão disponíveis nos postos as vacinas Tetra, Hepatite B, Rotavírus e DTP e a Pneumo 10. A vacina contra a poliomielite é contra-indicada para crianças com imunodeficiência congênita ou adquirida e em corticosteróides por mais de duas semanas. O coordenador de Imunização da SES lembrou que os pais ou responsáveis não devem esquecer de levar o cartão de vacina.

Balanço da vacinação na primeira semana (zona rural)

UF    Total
    Vacinados    Cob.    População    Vacinados    Cob.
AL
551    0,20%    331.609    696    0,21%
BA
3.419    0,32%    1.277.034    4.428    0,35%
CE
1.892    0,31%    741.189    2.342    0,32%
MA
587    0,11%    663.186    707    0,11%
PB
7.691    2,99%    318.466    9.892    3,11%
PE
7.700    1,27%    751.807    9.718    1,29%
PI
1.215    0,50%    295.798    1.503    0,51%
RN
640    0,29%    267.905    813    0,30%
SE
726    0,46%    195.623    887    0,45%
NORDESTE    24.421    0,62%    4.842.617    30.986    0,64%
BRASIL    127.623    1,02%    15.462.013    158.688    1,03%

Assessoria de Imprensa da SES-PB