João Pessoa
Feed de Notícias

320 casas serão entregues pelo Governo do Estado até 30 de abril em seis cidades

terça-feira, 30 de março de 2010 - 11:30 - Fotos: 

Trezentas e vinte famílias dos municípios de Patos, Coxixola, Caturité, Condado, Solidade e Pocinhos, estarão realizando o sonho da casa própria neste mês de abril. No dia 30 de abril serão entregues 170 unidades habitacionais a famílias inscritas na cidade de Patos.

Por orientação do governador José Maranhão, a Companhia Estadual de Habitação Popular – Cehap, desenvolve programas com todos os 223 municípios numa ação em parceria com as prefeituras e envolvendo recursos do governo federal, além da contrapartida financeira do Governo do Estado. São projetos com o Ministério das Cidades, através do programa habitacional Minha Casa Minha Vida, dentre outras ações.

A presidente da Cehap, Socorro Gadelha, revela que os municípios pré-selecionados pelo Ministério das Cidades são em número de 131, incluindo oito da região metropolitana. No momento atual, a parceria é com o governo federal, envolvendo a Caixa Econômica Federal e outros bancos credenciados pelo Ministério das Cidades.
 
Socorro Gadelha revela, ainda, que estão sendo providenciadas cerca de 3  mil unidades, beneficiando em torno de 12 mil pessoas, distribuídas em 48 municípios com até 50 mil habitantes, que foram selecionados pelo Ministério das Cidades e que o Governo do Estado assinou convênio.

Outros projetos em andamento também na Cehap beneficiam municípios que tem população acima de 50 mil habitantes, que é João Pessoa, Campina Grande, Mamanguape, Santa Rita e Bayeux. Nestas cidades serão construídas em torno de 7.100 unidades, beneficiando 20 mil pessoas, isto tudo no programa Minha Casa Minha Vida.

Em Santa Rita e Bayeux os processos estão licitados e com projetos da Caixa pra contratação dentro de 45 dias.

Socorro Gadelha explica que os requisitos para a pessoa adquirir uma casa é que não tenha qualquer outro imóvel; as pessoas devem ganhar de zero a 10 salários mínimos, mas com prioridade de zero a três salários mínimos, outras prioridades serão as mães, pessoas com necessidades especiais e idosos.

“As pessoas que não atingem a esse patamar e estejam até dez salários mínimos também serão beneficiadas, através dos processos seletivos que nós iremos fazer a partir da inscrição da casa própria, no programa Minha Casa, Minha Vida”, explica a presidente da Cehap. Ela acrescentou que as casas serão construídas no prazo de seis meses.

Josélio Carneiro, da Secom-Pb