João Pessoa
Feed de Notícias

25º Salão de Artesanato termina neste domingo com leilão do projeto Moda PAP e forró pé-de-serra

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017 - 18:47 - Fotos:  Divulgação

O 25º Salão de Artesanato da Paraíba será encerrado neste domingo (29), na Praça do Povo do Espaço Cultural, em João Pessoa com uma programação que vai desde o leilão do projeto Moda PAP até o forró pé-de-serra. Aberto no dia 18 de janeiro, o evento vem alcançando uma média diária de R$ 52 mil em vendas. Nos dias úteis, o público visitante varia em torno de duas a quatro mil pessoas aumentando consideravelmente nos fins de semana, segundo destaca Lu Maia, gestora do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP).

Neste sábado (28), a partir das 14h, acontece no auditório I, um grande encontro com os artesãos que estão expondo no 25º Salão. “Nesse encontro os artesãos poderão apresentar propostas para o Programa de Artesanato da Paraíba, inclusive sugestões para a próxima edição do evento que acontecerá em Campina Grande”, revelou Lu Maia. Esse ano o Programa Empreender Paraíba está sendo um dos parceiros do PAP, com oferta de capacitação de artesãos.

As atrações culturais acontecem a partir das 17h e são as seguintes nesse final de semana. No sábado: Grupo Raízes, de Campina Grande, que vai entrar no Salão do Artesanato utilizando velas durante uma reza e depois apresenta músicas e danças folclóricas; no domingo, último dia do Salão, o público e artesãos expositores vão curtir o show de Alexandre Pé-de-Serra.

Ainda no domingo terá continuidade o leilão de uma coleção do Projeto Moda PAP, que nasceu a partir do potencial para a moda que têm as crocheteiras, os artesãos que produzem calçados, assessórios, dentre outras peças que envolvam a moda; e do talento do funcionário público Romero Sousa, que coordena a Moda PAP.

Nesta sexta-feira a atração cultural no final de tarde foi o grupo de chorinho Mangangá. “O Grupo Mangangá nasceu como atividade prática ligada aos Projetos de Extensão em Música do IFPB e da necessidade dos integrantes de manterem viva a tradição musical paraibana de música popular instrumental. Tendo como referências compositores como Sivuca, Severino Araújo, Canhoto da Paraíba, Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Jacob do Bandolim, Tom Jobim, Moacir Santos entre outros, o grupo interpreta clássicos do Choro, Samba e Forró em versão instrumental, além de arranjos de canções da Música Popular”, revela Lu Maia.

Com o tema “Raiz cultural de um povo”, o 25º Salão de Artesanato da Paraíba, realizado pelo Governo do Estado, por meio do PAP, conta com cerca de 400 artesãos, representando um total de mais de 3 mil profissionais envolvidos, expondo peças produzidas com materiais como algodão colorido, madeira, metal, osso, fios, pedras e produtos como cordel, xilogravura e comidas regionais. As tipologias incluem renascença, renda labirinto, macramê e o batique, técnica milenar produzida por alguns artesãos de Catolé do Rocha.