Fale Conosco

23 de março de 2012

‘Divisa Segura’ e planejamento da Segurança paraibana são apresentados no Maranhão



Nesta sexta-feira (23), os resultados da ‘Operação Divisa Segura’ e a formação de um banco de dados estatísticos em segurança serão apresentados pelo coronel da Polícia Militar, Wolgran Pinto Lordão Júnior, e o tenente-coronel da PM Júlio César de Oliveira, na XXXIII Reunião Ordinária do Conselho de Segurança Pública do Nordeste (Consene), em São Luís (MA). O evento conta com representantes de pastas de Segurança de todos os estados nordestinos.

De acordo com o secretário da Segurança e da Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, que também participa do evento, os gestores paraibanos foram convidados para fazer a apresentação devido aos resultados positivos obtidos até agora. “O combate à violência é realizado por ações específicas, planejadas e também integradas, como a ‘Operação Divisa Segura’. Também temos, pela primeira vez, um núcleo de acompanhamento de dados estatísticos e análise criminal, que já começa a contribuir para o trabalho de monitoramento da violência e para a elaboração de mecanismos de prevenção”, disse.

A operação foi iniciada em agosto de 2011 e reúne policiais civis e militares dos estados da Paraíba, Pernambuco, Ceará e do Rio Grande do Norte. O objetivo é combater os crimes patrimoniais, em especial, as explosões de caixas eletrônicos e os assaltos a instituições financeiras em cidades situadas nessas divisas.

Ao todo, foram planejadas e executadas mais de 20 operações entre os estados vizinhos, com prisões de criminosos, apreensão de armas, drogas e explosivos. Entre as cidades limítrofes já visitadas pela operação estão: Alcantil (PB), Desterro (PB), Guarabira (PB), Princesa Isabel (PB), Flores (PE), São José do Sabugi (PB), Brejinho (PE), Santa Cruz do Capibaribe (PE), Itapetim (PE), Icó (CE), Santana (RN) e Monteiro (PB). A ação é permanente e acontece em dias estratégicos nas cidades limítrofes entre os estados do Nordeste.

O coronel Wolgran é comandante do policiamento na região de Campina Grande, enquanto o tenente-coronel Júlio César é assessor de Ações Estratégicas da PM. Essa assessoria conta com militares e civis, especializados em estatística, geoprocessamento e análise criminal, que trabalham com base em dados repassados pelas delegacias, batalhões, Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) e unidades do Instituto de Polícia Científica (IPC) em toda a Paraíba.